Batalha de sedãs

Chevrolet Cruze enfrenta o Honda Civic, ambos versão 2017

  • Desempenho 0
  • Consumo 0
  • Segurança 0
  • Estabilidade 0
  • Acabamento 0
  • Espaço Interno 0
  • Porta-Malas 0
  • Custo / Benefício 0

Eles ainda nem chegaram as concessionárias, mas nossa curiosidade é maior. O modelo da GM já liberou todos os dados e como o Cruze 2017 vai ser, apenas o Civic que ainda é um mistério para os consumidores. Para travar essa batalha, fomos atrás dos modelos americanos, que serão os grandes influenciadores dos carros brasileiros. Enquanto não sabemos novidades sobre o lançamento do Honda Civic 2017, utilizamos como referência seu modelo já lançado nos EUA e o modelo brasileiro do Cruze. Lembre-se que algumas coisas irão mudar no Civic de lá para cá, porém já é possível se ter uma ideia do que vem por aí.

DESIGN

Uma nova tendência das montadoras é apostar num carro com design mais parecido com os cupês. E é exatamente o que faz as duas marcas, trazendo esportividade aos modelos. No Cruze, vieram mudanças em relação ao tamanho, o que diminuiu o espaço no banco de trás (redução de 2 cm nas laterais e 1 cm do teto). O Civic foi na contramão e teve aumento de tamanho, ganhou 10 cm de comprimento, 4 cm de largura e 3 cm no entre-eixos: garantiu uma folga para a cabeça e as pernas no banco de trás.

O interior dos dois modelos é muito bom. No Cruze eles decidiram usar plásticos de baixo brilho com encaixes bem precisos. Tudo é bem aconchegante no modelo, além de proporcionar facilidade com o sistema de bordo ao centro do console, conectado ao MyLink. Porém o quadro de instrumentos destoa um pouco da qualidade dos outros itens, é bem simples e um pouco feio. No Civic não há muita diferença, muitos porta-objetos de fácil acesso, um painel com diversas texturas de boa qualidade num design que se assemelha as linhas do Honda City e tela de TFT no lugar do velocímetro com várias informações (este último para a versão top de linha Touring). A nova geração 10 do Honda Civic promete ser idêntica ao que já foi lançado pelo mercado americano.

 

CONSUMO E DIRIGIBILIDADE

O novo Cruze melhorou um pouco nesse aspecto, seu consumo de combustível agora é de 11,8Km/L na cidade e 15,9Km/L nas estradas. Mesmo assim o Civic americano leva a melhor, com a gasolina dos EUA ele fez 13,2Km/L na cidade e 17,9Km/L nas rodovias, segundo um teste realizado pela revista americana Motor Trend. Ainda segundo a revista, o Civic fez de 0 a 100Km/h em 7,2 segundos, o Cruze americano fez a mesma arrancada em 7,7 segundos.

Em ambos modelos a suspensão é agradável e inteligente, suportando bem as curvas fechadas sem deixar que a carroceria rolasse muito. No caso do Civic, a montadora prezou por uma suspensão ligeiramente mais rígida que no modelo anterior. No Cruze a suspensão é confortável sem ser excessivamente mole. O Honda Civic também conta com uma caixa CVT, que é mais ágil que a maioria dos modelos semelhantes, mas não entrega 100% do turbo, já que prioriza o conforto e eficiência do motor.

POTÊNCIA

Aqui o bicho pega, o veículo da Chevrolet entrega em todas as versões motor Ecotec (aceita tanto gasolina quanto álcool) 1.4 turbo com 153cv de potência no álcool e 150cv com gasolina. Já o Civic, no modelo Touring, recebe um motor 1.5 turbo com 176cv de potência (no modelo americano só aceita gasolina, a concessionária estuda fazer diferente no Brasil). Investir no turbo foi uma grande sacadas para os dois veículos, que já estavam virando sinônimo de carro de família. Assim, o Cruze abastecido com álcool tem um torque de 24,5kgfm, com 90% disponível a 1500 até 5000 rpm. Já o modelo da Honda tem um torque de 22,4kgfm a 1800 rpm.

VEREDITO

Acreditamos em empate técnico, com a justificativa que os dados do Civic são do modelo americano, adaptado para as condições dos EUA. Mas ele ainda ganha em design e espaço, já que o Cruze teve suas medidas levemente enxugadas. A inspiração para os dois é a mesma, a esportividade dos cupês com o conforto de um sedã médio – antes mais familiar, agora bem mais jovem e moderno.

ASSINE NOSSO BOLETIM

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da revista

A REVISTA AUTOMAIS FAZ PARTE DO GRUPO GRPMAIS
Revista Automais © Todos os direitos reservados

Automais na web:

Mudar minha localização