Tape art!

Uma forma econômica e criativa de decorar

Talvez você nunca tenha ouvido falar no Tape Art, mas essa é uma expressão artística, com uma pegada da arte urbana, que vem se destacando e agregando muita personalidade à decoração de interiores.

A “arte de fita adesiva” surgiu do grafite de rua lá pelos anos de 1960 com a proposta de atrair as pessoas por meio de uma cultura urbana e inovadora. A ideia é criar diferentes tipos de desenhos com inúmeras cores e formas, em fachadas de casas e paredes, prédios abandonados, metrô, carro ou até mesmo compondo ambientes dentro de casa e no escritório com muita autenticidade.

E se você gosta de fazer por conta própria os detalhes da decoração, o tape art também pode funcionar muito bem como o “Faça você mesmo”, porque o material é de fácil acesso e o nível de dificuldade não é tão alto assim. Vários tipos de fitas podem ser utilizados como a fita isolante, de empacotamento, colorida, durex ou silver tape, por exemplo. O diferencial fica por contas das formas que vão ser desenhadas nas paredes com infinitas opções, desde monocromáticas, com muitas cores, listras e até com estampas.

Marina Rodrigues é uma designer que trabalha com essa técnica de aplicação das fitas adesivas a partir da sua intuição e criatividade. “Nos meus projetos autorais, a identidade bate de frente com minha personalidade e forma de ver o mundo. Gosto de trazer temas que me deixem expressar alegria, ou então assuntos diários que me deixam triste ou revoltada. Gosto de criar um impacto, mesmo que subjetivo, a quem observa minha arte”, conta Marina.

Mas a designer ressalta que é importante colocar as ideias no papel antes de executar o projeto para criar uma arte que seja única e exclusiva.  “O estilo minimalista, abstrato, geométrico e monocromático é quase que unânime, independente de onde e com quem esteja e, a partir disso, eu consigo criar outras características para cada arte. Quando se trata de uma encomenda, é fundamental estudar a volumetria ideal e cada detalhe, além da personalidade do ambiente, captando todas as características que o cliente me passa para esboçar sugestões”, explica.

É claro que para evitar que as fitas se descolem da parede depois de um certo tempo, exige-se um cuidado profissional, principalmente quando se trata banheiros, cozinhas e ambientes externos, porque as fitas vão estar expostas as condições térmicas desses locais. Para cada superfície será indicado um tipo de fita adesiva a ser usada e, se você quiser fazer o tape art em casa, a dica é escolher um ambiente que não tenha contato com a umidade ou com a exposição prolongada ao sol.

Marina ainda orienta que o ideal é que o ambiente esteja totalmente pronto antes de aplicar as fitas, isso porque é preciso harmonizar o tape art com o restante dos elementos que compõe o espaço, como os móveis e acessórios de decoração. Isso evita com que o ambiente fique poluído visualmente, mas vale ressaltar que a arte de fitas combina perfeitamente com qualquer estilo de décor. “Já fiz o tape art em casas mais clássicas, contemporâneas, minimalistas, quartos de crianças, jovens ou casais com filhos. É possível brincar muito com as fitas, fazendo desenhos geométricos, figurativos, monocromáticos ou coloridos. Acho importante ter em nossa casa o que resume nossa personalidade”, defende a designer.

A ideia do tape art é de justamente dar asas à criatividade e explorar um espaço com um olhar mais ousado e inovador. É uma forma de unir arte e muito estilo para compor a decoração de interiores com muito chame!

ASSINE NOSSO BOLETIM

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da revista

A REVISTA DECORARQ FAZ PARTE DO GRUPO GRPMAIS
Revista Decorarq © Todos os direitos reservados

Decorarq na web:

Mudar minha localização