Café

Mocinho ou vilão?

 

Afinal de contas, o café é vilão ou mocinho? É muito comum acompanharmos nos noticiários, estudos que afirmam que o café gera malefícios ou benefícios a saúde. Ainda existem muitas duvidas quanto ao consumo da bebida. O café que tem a fruta mais produzida no Brasil já foi causadora de doenças e tratada como preventiva em outras. Porém, o que vai dizer se o café é bom ou mal para saúde é a quantidade ingerida.

Estudos recentes sugerem que o café, consumido em doses moderadas, pode ser benéfico contra as mais variadas doenças, como mal de Parkinson, diabetes, derrame, pedra nos rins e até mesmo câncer ou Aids. A principio a bebida era tratada como um ‘elixir’, mas ganhou fama de fazer mal a saúde após a descoberta da cafeína ligada a doenças como úlcera etc.

Hoje em dia se fala até que o consumo de café diminui taxas de depressão, alcoolismo e suicídio. Porém, o que ninguem contesta é que a quantidade da bebida é a grande ‘charada’ para se ter uma vida saudável consumindo café diariamente.Apesar de a cafeína ser sempre o composto mais citado e visto quase sempre como um vilão, o café possui outros nutrientes como o potássio, zinco, ferro, magnésio e diversos outros minerais, embora em pequenas quantidades. Também possui aminoácidos, proteínas, lipídeos, açúcares, polissacarídeos e antioxidantes, os quais combatem os radicais livres.

Estudo científicos apontam que o consumo ideal de café por dia é de quatro a cinco doses de (50ml) por dia. O segredo é consumir a bebida moderadamente, isso se você não sofre de nenhum tipo de doença, como por exemplo a hipertensão, que neste caso o café pode aumentar a pressão arterial. Outro exemplo são no caso de anêmicos, o café pode diminuir a absorção dos nutrientes se consumido após as refeições principais.

O café pode trazer alguns sintomas que podem ser considerados os seus malefícios, principalmente pelas altas doses de cafeína que o corpo esta ingerindo como: taquicardia, palpitações, insônias, ansiedade, tremores, dores de cabeça, náuseas, azia, diminuição da absorção do ferro e também pode elevar a pressão arterial.

Contudo o café tambem pode trazer sintomas como: melhora do estado de alerta e energia, capacidade de concentração, bom desempenho em tarefas simples, vigilância auditivas, tempo de retenção visual. Estudos afirmam que pode prevenir certas doenças como a de Parkinson, o Mal de Alzheimer, depressão, cálculos renais, diabetes tipo2, doenças coronarianas e redução do colesterol.

Devido aos seus compostos antioxidantes auxiliam no processo de emagrecimento, pois há um aumento da termogênese, e também na prevenção de alguns tipos de câncer como o de cólon e reto.

O Brasil, como maior produtor de café do mundo, está encabeçando várias pesquisas sobre os benefícios do consumo da bebida. A Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) lançou o núcleo de estudo 'Café e Saúde' e promoveu um simpósio internacional para debater as últimas descobertas, ao mesmo tempo que lançou a revista 'O Café e a Saúde Humana'. Uma das principais metas é comprovar os dados sugeridos por estudos epidemiológicos de que o consumo regular de café, até no máximo meio litro por dia (ou 500 mg de cafeína), é benéfico para o humor e, por isso, pode prevenir depressão.

 

ASSINE NOSSO BOLETIM

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da revista

Matriz Ourinhos: (14) 3322-2465
Filial Vitória da Conquista: (77) 3422-4233

Matriz: contato@grpmais.com.br
Redação: redacao@grpmais.com.br

Matriz:
Rua Benjamin Constant, 499 
Vila Moraes - Ourinhos/SP
CEP: 19.900-041
 
Filial: 
Avenida Expedicionários, 753, Sala 1 
Cond. Vilarejo | Bairro Recreio - Vitória da Conquista/BA
CEP: 45.020-310

A REVISTA +SAÚDE FAZ PARTE DO GRUPO GRPMAIS
Revista +Saúde © Todos os direitos reservados

+SAÚDE na web:

Mudar minha localização