Adoçantes

NATURAL OU ARTIFICIAL? QUAL USAR?

 

Os adoçantes são importantes aliados para o emagrecimento já que eles podem ser usados para substituir o açúcar, o grande vilão das dietas. Porém, o que poucas pessoas sabem é que existem diversos tipos de adoçantes que podem ser produzidos com as mais variadas substâncias desde a cana açúcar, até o petróleo.

São diversos produtos comercializados sem a menor distinção, então fique atento, pois alguns adoçantes tem contraindicações, como por exemplo, a sacarina que não deve ser consumida por gestantes.

 

Sucralose

A sucralose é o adoçante mais recomendado pelos nutricionistas, pois é extraído da cana de açúcar e modificado para não ser absorvido pelo organismo humano. Tem um sabor similar ao do açúcar, não contém calorias, não causa cáries, não eleva a glicemia, podendo ser consumido por diabéticos, gestantes e hipertensos. Comumente usado como adoçante de mesa e em preparações quentes.

 

Stevia

Adoçante natural extraído de folhas de estevia cujo poder adoçante é cerca de 300 vezes maior do que a sacarose. Não tem gosto residual desagradável e não é metabolizado pelo organismo. Pode ser consumido sem contraindicação. É encontrado em fórmulas de adoçantes, achocolatados e gelatinas. Não possui calorias e não altera o nível de açúcar no sangue, sendo permitido para diabéticos.

 

Sacarina

Foi a primeira substância sintética, com sabor doce intenso, a ser descoberta. Criada em 1879, ela é sintetizada a partir do ácido toluenossulfônico, derivado do petróleo. Não é metabolizada pelo corpo. Para amenizar seu sabor residual amargo, é geralmente misturada a outro adoçante, o ciclamato. A sacarina é contraindicada para gestantes, pois tem capacidade de atravessar a membrana transplacentária, podendo permanecer nos tecidos fetais, devido ao seu lento processo de excreção (80% dela é absorvida e excretada de forma inalterada, em aproximadamente 24 horas).  Por conter sódio, é contraindicada também para os hipertensos. Pesquisas associavam o uso da sacarina ao surgimento de câncer, mas sem evidências conclusivas.

 

Aspartame:

Tem grande poder adoçante (200 vezes superior ao açúcar). Não contém calorias e seu uso é permitido para diabéticos. Tem um sabor semelhante ao do açúcar e é encontrado em produtos adoçantes, refrigerantes e doces, mas também não pode ser aquecido. Não deve ser consumido por gestantes e por portadores de fenilcetonuria, uma doença genética rara em que o portador não consegue processar o aminoácido fenilalanina. Embora algumas pesquisas associem seu uso à ocorrência de câncer e Mal de Alzheimer, não há comprovação científica.

ASSINE NOSSO BOLETIM

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da revista

Matriz Ourinhos: (14) 3322-2465
Filial Vitória da Conquista: (77) 3422-4233

Matriz: contato@grpmais.com.br
Redação: redacao@grpmais.com.br

Matriz:
Rua Benjamin Constant, 499 
Vila Moraes - Ourinhos/SP
CEP: 19.900-041
 
Filial: 
Avenida Expedicionários, 753, Sala 1 
Cond. Vilarejo | Bairro Recreio - Vitória da Conquista/BA
CEP: 45.020-310

A REVISTA +SAÚDE FAZ PARTE DO GRUPO GRPMAIS
Revista +Saúde © Todos os direitos reservados

+SAÚDE na web:

Mudar minha localização