Quatro patas e a saúde do lar

Como manter o ambiente familiar e o seu animal livres de doenças?

Quem tem filho de quatro patas sabe como é difícil deixá-los para fora de casa, além de ficarem ao relento, adoramos mimar nossos animais de estimação e fazê-los parte da família. Mas até que ponto essa é uma atitude saudável para seu lar? Conversamos com a veterinária Ana Paula Pistelli que nos deu dicas sobre cuidados e limpezas necessárias para manter o ambiente livre de qualquer perigo.

 

Para a veterinária, não há perigo em ter a companhia do PET dentro de casa se você seguir algumas regras, como manter a vacinação em dia, dar o vermífugo nos períodos exigidos pelo seu veterinário e dar, pelo menos, um banho mensal no animal. No caso dos gatos, ela afirma que não há tanta necessidade de banho, mas que pode ser dado com uma periodicidade maior.

 

Muitas pessoas têm medo dos gatos por causa da temida toxoplasmose, mas a Dra. Ana Paula deixa bem claro, só é possível se contaminar através do gato se você ingerir suas fezes e somente se o gato estiver contaminado, por isso a necessidade de não deixar o gato frequentar as ruas para não brigar com outros animais doentes.

 

No caso da doença do carrapato, ela é transmitida pelos grandes mamíferos e algumas aves também, portanto ao primeiro sinal do carrapato estrela (parasita que carrega a doença) dedetize toda a sua casa e os ambientes em que seu animal costuma ficar. Além disso, você deve ficar atento as doenças que são fatais aos PETs, como parvovirose e cinomose, por isso a exigência das vacinas e de um ambiente sem animais doentes.

 

Sobre a raiva, Ana é enfática ao dizer “tem que vacinar uma vez por ano, obrigatoriamente!” – a doença não tem cura e quando afeta aos seres humanos é fatal! Outro aspecto muito importante para manter a saúde de todos em ordem é sempre fazer um check-up de seu animalzinho, pelo menos uma vez ao ano. É essencial saber como anda a saúde de seu PET para poder manter seu lar protegido.

 

Apesar de todas essas dicas, a veterinária Ana Paula ainda reforça a ideia de que não é bom dormir com os animais na mesma cama. Isso pode prejudicar o trato respiratório e causar alergias que antes não existiam, pelo contato extremo com o animal. Ela afirma que basta colocar uma caminha para o animal dentro de casa que ele já estará protegido.

 

Lembre-se sempre de fazer check-ups periódicos em toda a sua família, assim você também evita que o contágio seja o contrário, ou seja, do humano para o animal – algumas gripes e resfriados podem ser muito cruéis com os nossos filhos de quatro patas. Cuide sempre do seu PET e ele terá uma vida longa e saudável!

ASSINE NOSSO BOLETIM

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da revista

A REVISTA +SAÚDE FAZ PARTE DO GRUPO GRPMAIS
Revista +Saúde © Todos os direitos reservados

+SAÚDE na web:

Mudar minha localização