Não somos reféns da genética

Éramos prisioneiros dos nossos genes, achávamos que se alguém da nossa família apresentasse algumas doenças, teríamos chances de sofrermos o mesmo. Em 2003 ficou pronto o Projeto Genoma, logo foi verificado que a quantidade de genes não determina a complexidade do ser vivo, mas sim o que estaria no entorno destes. Nascia uma nova área da ciência: a Epigenética.

A nossa alimentação, as emoções, os estímulos físicos ou químicos produzem substâncias que atuam nas células. Estas sintetizam proteínas influenciando o núcleo, passando a ter uma importância fundamental na qualidade de vida. Podemos, a partir dos alimentos, suplementos, hormônios ou drogas, interferir para o bem ou mal em nossa saúde, fazendo expressar ou suprimir determinadas características e ou doenças. A pessoa que apresentar um gene para uma determinada doença não estará condenada a tê-la.

Alguns alimentos contém determinadas substâncias que são sabidamente anticancerígenas, como as crucíferas (brócolis, repolho, couve, couve-flor, nabo) que possuem o indol-3 carbinol, o qual reduz em 70% o risco de vários cânceres, principalmente o de mama. No entanto, para quem não dispõe ou não gosta de tais alimentos, já existe a possibilidade de ingerir estas substancias em cápsulas.

O maior exemplo desta interação de substâncias com o nosso DNA é o hormônio D3, mais conhecido como vitamina D - capaz de modular aproximadamente 10% de nosso material genético, dos quais estão envolvidos 85% dos cânceres, doenças degenerativas, hipertensão e doenças autoimunes. Produzimos o D3 na forma de pré-hormônio, armazenado sob a pele, que é ativado pelos raios solares UVB entre das 10h e 14h do dia, sendo suficiente 10 a 40 minutos de exposição com metade do corpo descoberto. É uma verdadeira vacina anticâncer.

Ampliar os conhecimentos sobre o corpo, ter uma alimentação mais natural, praticar caminhada, ingerir água pura e alcalina, ter uma boa noite de sono, cultivar bons sentimentos, fazer suplementação de vitaminas, minerais e modulação hormonal, quando necessária, nos permitirá ter um domínio sobre nossa genética. O que significa silenciar o que não nos favorece e expressar aquilo que nos é benéfico.


 

Dr. Ari Pires da Silva
Médico da Nutrição e Manutenção Homeostática Endócrina/Prevenção e Tratamento das Doenças Crônicas.
Vitória da Conquista

ASSINE NOSSO BOLETIM

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da revista

Matriz Ourinhos: (14) 3322-2465
Filial Vitória da Conquista: (77) 3422-4233

Matriz: contato@grpmais.com.br
Redação: redacao@grpmais.com.br

Matriz:
Rua Benjamin Constant, 499 
Vila Moraes - Ourinhos/SP
CEP: 19.900-041
 
Filial: 
Avenida Expedicionários, 753, Sala 1 
Cond. Vilarejo | Bairro Recreio - Vitória da Conquista/BA
CEP: 45.020-310

A REVISTA +SAÚDE FAZ PARTE DO GRUPO GRPMAIS
Revista +Saúde © Todos os direitos reservados

+SAÚDE na web:

Mudar minha localização