Lúpus

Tudo o que você precisa saber sobre essa doença autoimune

O dia 10 de maio é uma data reservada para a Luta Contra o Lúpus Eritematoso Sistêmico, uma doença autoimune que acomete principalmente mulheres jovens e em idade fértil. É uma doença muito heterogênea e causada por um distúrbio de autoimunidade, ou seja, está associada à formação de anticorpos que, em vez de proteger a pessoa, agridem o organismo.

Existem vários anticorpos numa pessoa com lúpus, o mais reconhecido é o fator antinuclear (FAN) que é detectado por exames de sangue. É importante saber que uma pessoa pode ter este FAN associado a doenças que não são o lúpus ou, até mesmo, nem estar doente. Sozinho, um FAN positivo não quer dizer nada. Para estar doente, a pessoa deve apresentar sintomas específicos.

As queixas mais comuns são as manchas na pele que pioram quando a pessoa se expõe ao sol e dores e/ou inchaços nas articulações. Outras queixas são: cansaço, febre, anemia e queda de cabelo. Em casos mais graves podem aparecer sangramentos, inchaço no corpo, pressão alta, alteração dos rins, alterações psíquicas e convulsões.

Esta é, portanto, uma doença com gravidade muito variável. Pode ter um curso leve ou envolver órgãos nobres como coração, pulmão, cérebro e rins tomando uma forma bem mais agressiva. Nesses casos, o tratamento precoce e o acompanhamento pelo médico especialista (Reumatologista) é muito importante.

 

Dicas que podem ajudar os pacientes lúpicos:

 

  • Evite exposição solar ou fontes de irradiação ultravioleta;
  • Vacinação sempre em dia. O lúpus pode facilitar algumas infecções e as vacinas podem evitar problemas futuros. Entretanto, não é toda vacina que um paciente com lúpus pode tomar, pois existem as de vírus vivo, como a de febre amarela, que devem ser evitadas;
  • Mantenha-se em forma! Procure não ganhar peso, ter uma dieta saudável e fazer exercícios físicos;
  • Não fume. O fumo piora manifestações da doença, principalmente as de pele e prejudica a atuação de certos medicamentos como hidroxicloroquina;
  • Não tome remédios sem orientação;
  • Uma mulher com lúpus pode ter filhos, mas a gravidez no lúpus deve ser planejada;
  • Mantenha sempre os seus exames em dia e consulte regularmente o seu Reumatologista.

 

Dra. Flávia Ferreira
Reumatologista
Especialista pela Sociedade Brasileira de Reumatologia
CRM- BA 18.211

ASSINE NOSSO BOLETIM

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da revista

Matriz Ourinhos: (14) 3322-2465
Filial Vitória da Conquista: (77) 3422-4233

Matriz: contato@grpmais.com.br
Redação: redacao@grpmais.com.br

Matriz:
Rua Benjamin Constant, 499 
Vila Moraes - Ourinhos/SP
CEP: 19.900-041
 
Filial: 
Avenida Expedicionários, 753, Sala 1 
Cond. Vilarejo | Bairro Recreio - Vitória da Conquista/BA
CEP: 45.020-310

A REVISTA +SAÚDE FAZ PARTE DO GRUPO GRPMAIS
Revista +Saúde © Todos os direitos reservados

+SAÚDE na web:

Mudar minha localização