Longevidade e vida sexual

Fazer sexo faz bem para a saúde!

D uas pesquisas afirmam  exatamente isso: fazer sexo  faz você viver mais. Cientistas  da Universidade de Tufts, em Massachusetts, descobriram que a prática regular do sexo é igual a um exercício cardiovascular, minimizando as chances de infartos ou AVC. Já os pesquisadores da Queens University, na Irlanda, chegaram num resultado espetacular: eles analisaram por uma década a vida sexual de mil homens, todos de meia idade. Aqueles que faziam sexo mais frequentemente, acabaram vivendo duas vezes mais que o outro grupo.

O especialista em longevidade saudável, Dr. Claudio Mutti, explica que pessoas com uma vida sexual ativa estão hormonalmente equilibradas. “Esse equilíbrio pode estar associado a uma boa absorção intestinal de nutrientes. Também podemos prever que se esse equilíbrio hormonal está em bom funcionamento, outros hormônios tambémestarão”, afirma o médico. Outro viés positivo é que o sexo pode tonificar os músculos, regular a pressão arterial, aumentar a circulação sanguínea e combater o colesterol.

Nosso corpo funciona como uma orquestra, se algum instrumento falhar, irá afetar toda a apresentação da equipe - Dr. Claudio Mutti

Um fator que preocupa muitos casais é o desinteresse sexual, quando o par já não pratica sexo há muito tempo. O especialista esclarece que às vezes esses indivíduos podem estar desequilibrados hormonalmente, ou ter perdido o desejo pelo parceiro. Algo comum em longos relacionamentos e que deve ser analisado individualmente. 

A coisa mais importante é amar. Só temos uma vida e dela precisamos cuidar muito bem, para poder cuidar da vida de quem amamos - Dr. Claudio Mutt

Dr. Claudio alerta que para manter uma vida sexual saudável e benéfica é necessário se atentar, também, à alimentação e uma boa noite de sono, “uma série de fatores contribuem: a retirada de alimentos inflamatórios como o glúten, o leite e outros que a pessoa pode descobrir através de testes, refrigerantes, carboidratos simples, uma noite de sono de 7 a 8 horas e atividade física regular” finaliza o especialista.

ASSINE NOSSO BOLETIM

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da revista

A REVISTA +SAÚDE FAZ PARTE DO GRUPO GRPMAIS
Revista +Saúde © Todos os direitos reservados

+SAÚDE na web:

Mudar minha localização