Música para todas as idades

Nunca é tarde para aprender a tocar um instrumento

“A vida sem música seria um erro”, já dizia o grande filósofo Friedrich Nietzsche - e ele bem que tem razão! A música é a arte que mais está presente na nossa vida. Uma canção pode acelerar os nossos batimentos cardíacos, ser um marco de algo que já vivemos, pode intensificar o que estamos sentindo na alma, ajudar a nos concentrar e até mudar o nosso astral.

“A música é atemporal, a gente constrói ela no momento. Uma música que foi composta anos atrás nunca vai ser executada da mesma forma por uma criança ou por um adulto, porque cada um vai estar recriando e interpretando de uma forma diferente, claro que respeitando a partitura criada pelo compositor”, conta Lorena Cathalá, licenciada em Música pelo Conservatório Brasileiro de Música do Rio de Janeiro e professora do Cathalá Instituto de Música.

E a música é, sim, para todas as idades! Nela estão contidos quatro elementos básicos: ritmo, timbre, duração e intensidade. Isso já pode ser trabalhado nas aulas de musicalização infantil –  uma espécie de alfabetização musical – com bebês a partir de 2 meses de idade. É ainda nessa fase que a criança vai se tornar sensível e receptiva aos sons, promovendo o contato com o mundo musical que já existe dentro dela.

Depois disso, vai ser ainda mais fácil para criança dominar qualquer outro instrumento que ela desejar aprender. Geralmente, a partir de quatro anos de idade, pode ser feita a iniciação com o piano ou a bateria - porque são mais fáceis de se “tirar o som” se comparados com instrumentos de corda - além de servirem também como base para aprender outros tipos de instrumentos.

Mas para quem já é adulto e não passou pela musicalização, calma que ainda dá tempo de aprender! “Os adultos podem apresentar um pouco de dificuldade a princípio, mas aqui a gente já começa ensinando música para que cada um aprenda no seu ritmo com as músicas que eles conhecem”, explica Lorena. E as escolhas dos adultos pelos instrumentos são bem variadas, não existe uma preferência. No Cathalá é possível aprender violão, violino, piano, violoncelo, bateria, guitarra, baixo, percussão, instrumentos de sopro, dentre outros cursos.

E há também quem goste de soltar a voz! As aulas de técnica vocal ajudam na melhora da dicção e da timidez. “Tem alguns alunos que chegam aqui dizendo que só cantam debaixo do chuveiro, mas tem o desejo de aprender a cantar. Enquanto tem outros alunos que não reconhecem a própria voz e com as técnicas vocais passadas nas aulas, eles aprendem a soltá-la”, destaca a professora.

Estudos mostram que algumas partes do cérebro são ativadas em pessoas que ouvem música. Já o cérebro de uma pessoa que toca é ativado em todas as regiões, gerando várias sinapses, liberando a dopamina e endorfina promotoras da sensação de prazer e bem-estar. Lorena ainda afirma que nós nunca estamos passivos diante de uma música. “Se a gente não quiser enxergar, fechamos os olhos. Se não queremos falar, não abrimos a boca. Se não quisermos sentir o cheiro, a gente prende a respiração. Mas não tem como fechar os ouvidos, querendo ou não a gente está sempre escutando, o que podemos fazer é selecionar o que queremos ouvir”, destaca.

Não resta dúvidas de que a música é a linguagem da emoção e pode ser uma verdadeira terapia para aliviar todas as tensões da vida. E vamos combinar que sem música a vida não teria graça, não é mesmo? Então, aproveite que não existe idade para começar e solte a voz ou aprenda a tocar um instrumento. 


Cathalá Instituto de Música
Avenida Alberto Leal 23 - Bairro Candeias
Vitória da Conquista-BA
Fone: (77) 3420-1049

ASSINE NOSSO BOLETIM

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da revista

Matriz Ourinhos: (14) 3322-2465
Filial Vitória da Conquista: (77) 3422-4233

Matriz: contato@grpmais.com.br
Redação: redacao@grpmais.com.br

Matriz:
Rua Benjamin Constant, 499 
Vila Moraes - Ourinhos/SP
CEP: 19.900-041
 
Filial: 
Avenida Expedicionários, 753, Sala 1 
Cond. Vilarejo | Bairro Recreio - Vitória da Conquista/BA
CEP: 45.020-310

A REVISTA +SAÚDE FAZ PARTE DO GRUPO GRPMAIS
Revista +Saúde © Todos os direitos reservados

+SAÚDE na web:

Mudar minha localização