Dores na canela? Não as ignore!

A canelite pode causar fraturas e degeneração óssea

Durante uma corrida ou mesmo enquanto caminhava, você já sentiu um forte incômodo na canela? Há diversas explicações para isso, afinal, depositamos todo o peso do nosso corpo nos membros inferiores, especialmente ao praticar atividades de alto impacto. O fato de ser algo corriqueiro, porém, não significa que devemos ignorar esse sinal, pois toda dor tem uma origem que deve ser investigada e que se negligenciada pode tornar-se algo mais sério.

Várias patologias podem gerar esse incômodo, tais como lesão no músculo tibial anterior, problemas vasculares e a canelite. Esta última, antes pouco estudada, vem ganhando a atenção da área médica devido a recorrência crescente de casos, especialmente entre corredores e demais atletas ligados a esportes de impacto, como basquete ou vôlei.

A canelite é uma inflamação que acomete o longo osso da canela, a tíbia. Antes acreditava-se tratar apenas de uma inflamação no periósteo, que é a membrana que envolve o osso. Porém, pesquisas científicas recentes apontam para um processo de degeneração óssea ligada à patologia.

"Nossos ossos passam por processos de degeneração e reparação constantemente, fenômeno chamado de remodelamento ósseo. Na canelite, a hipótese é de que a velocidade de regeneração não consiga acompanhar a de degeneração”, expõe Raquel Castanharo, fisioterapeuta especialista em corrida e proprietária da Clínica Raquel Castanharo. A inflamação provoca inicialmente pequenas fissuras, que podem evoluir para fraturas de estresse gerando muita dor e até a impossibilidade de movimentação.

Ela gera dor na parte interna da canela, ao tocar e durante movimentos com carga, como corrida e caminhada, e se inicia geralmente durante o exercício, se agravando após o excesso e volume de treino, e podendo permanecer após o fim da atividade. Segundo a fisioterapeuta, o diagnóstico é feito através de exame clínico do paciente, analisando seu histórico, e pode contar com testes complementares, como a ressonância magnética - a radiografia não é o exame de escolha dos especialistas para se confirmar a canelite.

O tratamento, de acordo com Raquel, é feito por médico e fisioterapeuta e “a conduta deve ser estabelecida especificamente para cada caso, levando em consideração a individualidade de cada paciente”. Durante o tratamento, normalmente indica-se repouso. Após o problema ter sido curado, a pessoa pode retornar às atividades físicas, mas sempre tomando cuidado para que não haja sobrecarga – o mesmo conselho se aplica àqueles que estão iniciando a prática de esportes como os citados.

Dica!

Até a meia que você escolhe pode influenciar na forma como a prática de determinada atividade física irá impactar seu corpo. Podendo ser usadas tanto por atletas profissionais quanto por amadores, as meias de compressão, por exemplo, colaboram com a oxigenação de todo organismo e, consequentemente, facilita a dispersão do ácido lático liberado durante a atividade. O uso dessas meias pode amenizar também as dores pós-treino, já que facilitam a recuperação do músculo entre 30% e 40%, de acordo com a assessoria da Sigvaris.

A escolha do tênis também pode influenciar e muito sua performance. O ideal é que antes da prática do esporte, o atleta identifique seu tipo de pisada. Mas o que é isso? Alguma vez você já parou para analisar seus calçados e percebeu que eles estão tortos? Isto quer dizer que você pode ter um pé hiperpronado (pisa para dentro) ou hipersupinado (pisa para fora). Aliás, esses são os dois tipos de pisadas mais suscetíveis à lesão e é importante que o atleta opte por um tênis que amenize esse impacto. Para os que estão na dúvida, o mais indicado é um tênis de pisada neutra. 

ASSINE NOSSO BOLETIM

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da revista

Matriz Ourinhos: (14) 3322-2465
Filial Vitória da Conquista: (77) 3422-4233

Matriz: contato@grpmais.com.br
Redação: redacao@grpmais.com.br

Matriz:
Rua Benjamin Constant, 499 
Vila Moraes - Ourinhos/SP
CEP: 19.900-041
 
Filial: 
Avenida Expedicionários, 753, Sala 1 
Cond. Vilarejo | Bairro Recreio - Vitória da Conquista/BA
CEP: 45.020-310

A REVISTA +SAÚDE FAZ PARTE DO GRUPO GRPMAIS
Revista +Saúde © Todos os direitos reservados

+SAÚDE na web:

Mudar minha localização