Cuidados com os pés

Fundamental para o desempenho de funções básicas do dia a dia, a saúde dos pés é muitas vezes negligenciada

Você já parou para pensar na importância dos seus pés? Recebendo e sustentando toda a carga do nosso corpo, só os damos a atenção necessária quando alguma dor ou desconforto aparece na região. Do uso de calçados inadequados ao sedentarismo, passando pela prática de atividades físicas de alto impacto e até mesmo o avanço da idade, muitas são as causas dessas dores. O que é preciso ficar por dentro, porém, é que “dor não é tudo igual” e o incômodo pode ser, sim, sinal de algo mais sério, prejudicando o desempenho de funções básicas do cotidiano, como andar ou correr.

 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 70% da população global sofre com alguma patologia relacionada às dores nos pés. Para explicar um pouco mais sobre os problemas mais comuns à essa parte tão importante - e pouco cuidada - do nosso corpo, apontando suas causas, consequências e tratamentos, convidamos o ortopedista e especialista em cirurgia de pé e tornozelo, Rafael da Rocha Macedo. Veja a seguir!

 

Metatarsalgia

 

Dor localizada na região do antepé ou, ainda de forma mais específica, nos ossos da região central do pé. Podendo surgir algumas calosidades devido a sobrecarga de ossos na pele, a causa mais comum é o uso inadequado de sapatos, excesso de peso e atividades físicas de alto impacto. Neste caso, é recomendado o uso de palmilhas, alongamentos e medicações.

 

Esporão de Calcâneo

 

É a dor mais comum quando se trata de calcanhar. Resultado de uma inflamação em uma faixa de tecido que liga o osso do calcanhar aos dedos, o tratamento mais recomendável é a fisioterapia, atividade física, uso de ondas de choque e cirurgia para casos raros.

 

Joanete

 

Problema de desalinhamento do dedão do pé com os outros dedos. Sendo mais comum em mulheres por causa do uso de sapatos de salto alto e bico fino. Seu incômodo pode ser amenizado com o uso de palmilhas ortopédicas, anti-inflamatórios e, principalmente, calçados com o bico alargado para evitar que aperte e piore a deformidade.

 

Para cada dor, um tratamento

 

E quando o assunto são dores nos pés ou nos calcanhares, “o diagnóstico deve ser sempre realizado com um bom exame físico para delimitarmos a região anatômica acometida, já que essas áreas são formadas por inúmeros ossos, tendões e ligamentos”, enfatiza Macedo. “Se necessário, ainda, devemos solicitar exames complementares para confirmação diagnóstica.”

 

Só após essa confirmação é possível apontar o tratamento correto para cada patologia. Mas, claro, a melhor recomendação é sempre a prevenção. “O ideal é manter o nosso equilíbrio muscular com alongamentos da musculatura posterior e fortalecimento dos músculos da frente da perna e coxa, evitando o surgimento desses problemas”, finaliza o ortopedista.

ASSINE NOSSO BOLETIM

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da revista

A REVISTA +SAÚDE FAZ PARTE DO GRUPO GRPMAIS
Revista +Saúde © Todos os direitos reservados

+SAÚDE na web:

Mudar minha localização