Cuidados no trabalho

TRABALHAR DE FORMA ERRADA PODE DAR MUITO “TRABALHO”

Você já ouviu falar em Ergonomia? É um estudo que busca adaptar o trabalho ao ser humano, a fim de que os trabalhadores desenvolvam suas atividades com mais saúde, conforto, segurança e eficiência. Se o corpo não estiver nesse equilíbrio, ele pode desenvolver as LERs, como tendinites e bursites, problemas na coluna cervical, entre outros.

LERs são doenças do trabalho provocadas pelo uso inadequado e/ou excessivo do sistema que agrupa ossos, nervos, músculos e tendões. O corpo de todo ser humano precisa sempre executar diferentes movimentos. Quando isso não acontece e o trabalho começa a ser repetitivo e intenso, essas doenças podem atingir mãos, punhos, braços, antebraços, ombros e coluna cervical.

De acordo com a Dra. Fabieli T. F. Marcondes, fisioterapeuta, o computador hoje é um dos maiores “venenos” dos escritórios. “Após algum tempo em frente ao computador, as pessoas começam e tentar achar uma posição mais confortável que muitas vezes não é a mais correta. A tendência é sentar de maneira inadequada (sentar de lado, cruzando as pernas, quase deitado na cadeira), começam a levar a cabeça para frente em direção ao monitor. Então, toda a tensão recai nos ombros, coluna cervical, coluna lombar, causando diversos problemas. Além da longa jornada de digitação.”

Existem outras diversas maneiras de se desenvolver a LER como trabalhar na execução de tarefas monótonas e muito fragmentadas, exigindo gestos repetitivos, como, por exemplo, caixa de supermercado, bancário, cabeleireiros, entre outras profissões.

Ter uma postura rígida sobre as máquinas, trabalhar em um ritmo acelerado, ter ambiente de trabalho inadequado (muito frio, muito calor, pouca luz, pouco espaço, etc) e não ter pausas em tarefas que exigem descansos periódicos são outros fatores das doenças do trabalho.

“Muitas empresas estão introduzindo a ginástica laboral em seu dia a dia. Esses exercícios são alongamentos e fortalecimentos trabalhados em uma dinâmica de grupo, serve para prevenir as lesões além de dar uma ‘relaxada’ do trabalho. Dura apenas 15 minutos e é de importância          enorme para os funcionários”, afirmou Dra. Fabieli.

Segundo a fisioterapeuta, o ideal seria a pessoa separar 10 minutos, a cada uma hora, durante seu trabalho, para aliviar as tensões, pois seus músculos ficam sempre na mesma posição ou fazendo um movimento só.

“Se a pessoa começar a fazer movimentos muito repetitivos, é comum começar a aparecer as dores e as famosas tendinites. As regiões do corpo mais acometidas que aparecem aqui no consultório em decorrência do trabalho são os ombros e a coluna.”  Normalmente, quando isso acontece, as pessoas procuram um ortopedista para fazer o diagnóstico clínico e por imagem, com a radiografia que vai analisar a parte óssea e com o ultrassom que vai analisar os tendões e os músculos.

“O médico geralmente vai receitar remédios específicos para cada caso e encaminhar o paciente ao fisioterapeuta, mas o paciente pode procurar diretamente um fisioterapeuta para cuidar do caso.”

A fisioterapeuta ressalta que mudanças no “meio externo”, como no trabalho e em casa, são imprescindíveis para a prevenção e para o tratamento da LER e é sempre importante “ouvir” seu próprio corpo. Segundo a fisioterapeuta, o corpo dá sinais de que algo está errado. Se a pessoa ignorar esses sinais que começam de forma mais fraca e se eles não forem entendidos, vão se agravando, podendo levar a uma grave doença.

“Se a pessoa começar a sentir um peso, incômodo, formigamento, fique atento. Isso pode evoluir para uma dor durante o trabalho que melhora com o repouso; depois, mesmo em repouso, as dores persistem, chegando a interferir até durante o sono. A doença pode chegar ao estágio de atrapalhar tanto a vida profissional quanto a pessoal.”

 

ASSINE NOSSO BOLETIM

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da revista

14 99602-6689

celma@grpmais.com.br

Rua Benjamin Constant, 499 
Vila Moraes - Ourinhos
CEP: 19.900-041

A REVISTA +SAÚDE FAZ PARTE DO GRUPO GRPMAIS
Revista +Saúde © Todos os direitos reservados

+SAÚDE na web:

Selecione a cidade mais próxima da sua região