Câncer de pele

Saiba como se proteger dos raios solares no verão

Nós sabemos que o Brasil é um país tropical e de altas temperaturas, principalmente no verão, e muitas vezes acabamos nos expondo por mais tempo ao sol do que deveríamos. Nessa época os cuidados com a pele precisam ser intensificados para evitar os efeitos nocivos dos raios solares, que têm sido uma das principais causas do aumento do câncer de pele entre os brasileiros. Essa é a doença mais incidente no Brasil com cerca de 180 mil novos casos por ano, e esse valor corresponde a 30% de todos os casos de tumores malignos no país, de acordo o Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Quando nos expomos ao sol, as células que compõem a nossa pele, chamadas melanócitos e queratócitos – principais envolvidas no processo de fotoproteção – tendem a aumentar tanto em número quanto em tamanho. Havendo um crescimento excessivo dessas células, pode ocorrer o aparecimento do câncer de pele, que pode ser melanoma e não-melanoma.

A oncologista Daniela Pezzutti, do Centro Paulista de Oncologia (CPO), explica que as pessoas tendem a relacionar o câncer de pele exclusivamente ao melanoma, mas 95% dos casos de tumores cutâneos no Brasil são identificados como não melanoma. E o que significam esses dois tipos?

O câncer de pele não melanoma pode ser classificado em carcinoma basocelular, tipo mais frequente com o crescimento normalmente mais lento, ou o carcinoma espinocelular, mais comum nos homens, com a formação de um nódulo que cresce rapidamente e com ulceração (ferida) de difícil cicatrização. "Geralmente, os principais sintomas de câncer não melanoma são lesões cutâneas com crescimento rápido, com sangramento, ulcerações que não cicatrizam, seguidas de coceira e algumas vezes dor aparentes em áreas muito expostas ao sol como rosto, pescoço e braços", explica Daniela.

Já o câncer de pele melanoma é considerado o mais agressivo. Geralmente inicia com o aparecimento de manchas escuras na pele que costumam se modificar com o passar do tempo. Essas alterações são avaliadas por meio do “ABCD”: Assimetria, Bordas irregulares, Coloração variada e Diâmetro. "A doença é de fácil diagnóstico quando existe uma avaliação prévia das pintas", conta a oncologista.

Vale destacar que o câncer não melanoma está totalmente relacionado com a constante exposição à radiação ultravioleta (UV) do sol. Por isso, é preciso estar atento aos sinais de alerta e se prevenir. "Tanto o carcinoma basocelular quanto o espinocelular ocorrem pela alta exposição dos raios solares e devem ser prevenidos com protetor solar e consultas frequentes com dermatologista”, orienta Daniela.

Caso o profissional diagnostique precocemente a existência de um tumor, o tratamento indicado será a ressecção cirúrgica destas lesões cutâneas por um especialista habilitado para a adequada abordagem das margens ao redor da mesma. Se a doença já estiver em estado avançado será necessário adotar um tratamento complementar. Quimioterapia e radioterapia são abordagens raramente usadas, porque a cirurgia pode resolver a maioria dos casos.

Daniela ainda ressalta que pessoas pessoas de pele clara, com sardas e de cabelos claros serão mais propensas a desenvolver o câncer de pele. “A idade é um outro fator que também deve ser considerado, pois quanto mais tempo de exposição da pele ao sol, mais envelhecida ela fica, aumentando também a possibilidade de surgimento do câncer não melanoma", destaca a profissional.

Por isso, é sempre bom manter as visitas frequentes ao dermatologista para reforçar todo o cuidado com a pele. Ele vai identificar qualquer anormalidade e terá o papel de orientar sobre uma proteção adequada para evitar os possíveis riscos que os raios solares de verão podem causar na pele.

Para quem tem o hábito de tomar um solzinho para manter o bronzeado é sempre importante reforçar o uso do protetor solar, principalmente no rosto, diariamente e sem falta! E se a exposição aos raios solares for maior, em dias de praia e piscina, abuse ainda mais do protetor em todo o corpo, use chapéus e evite os horários em que o sol está com a incidência mais forte.

Neste mês de conscientização do Dezembro Laranja que alerta para a prevenção contra o câncer de pele, vista a camisa por esta causa e se cuide!

 

ASSINE NOSSO BOLETIM

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da revista

Matriz Ourinhos: (14) 3322-2465
Filial Vitória da Conquista: (77) 3422-4233

Matriz: contato@grpmais.com.br
Redação: redacao@grpmais.com.br

Matriz:
Rua Benjamin Constant, 499 
Vila Moraes - Ourinhos/SP
CEP: 19.900-041
 
Filial: 
Avenida Expedicionários, 753, Sala 1 
Cond. Vilarejo | Bairro Recreio - Vitória da Conquista/BA
CEP: 45.020-310

A REVISTA +SAÚDE FAZ PARTE DO GRUPO GRPMAIS
Revista +Saúde © Todos os direitos reservados

+SAÚDE na web:

Mudar minha localização