Pets também sentem frio!

Saiba como proteger o seu animal das doenças que são comuns no inverno

No inverno nós costumamos redobrar os cuidados para nos manter aquecidos e longe de doenças, não é verdade? E com os animais isso não deve ser diferente. Os cães e gatos também sofrem com as baixas temperaturas do inverno.

Por isso, é importante evitar que eles fiquem muito tempo expostos ao frio, porque isso acaba favorecendo o aparecimento de algumas doenças, principalmente os cães de pelagens mais curtas que vão sentir mais frio, assim como os filhotes e os animais mais idosos.

Algumas das doenças que aparecem nessa época é a traqueobronquite infecciosa, também chamada de tosse dos canis. “É uma infecção respiratória com início bem agudo, tipo uma gripe mesmo, com acessos de tosse, secreção nasal ou ocular. É uma doença muito contagiosa e comum em cães. Além de outras viroses como a cinomose, considerada a pior de todas, eque também costuma aparecer nessa época fria. Os sintomas são semelhantes ao da traqueobronquite, pelo menos no início: acessos de tosse, espirros, além de perda de apetite, prostação e febre também”, explica a médica veterinária da Clínica Vida Animal, Mônica Magalhães.

A tosse do canis geralmente tem um curso mais benigno, a não ser que evolua para complicações secundárias e quadros mais graves como a pneumonia. Já a cinomose é bem mais grave, pois “a tendência dela é evoluir de uma maneira mais severa, como paralisias, convulsões, porque o vírus acaba atingindo o sistema nervoso central”, afirma a especialista.

Nos gatos, a doença que pode ser mais típica no inverno é a rinotraqueite felina, mais comum em filhotes. Ela apresenta sintomas como secreção nasal e ocular, dificuldades para respirar, febre e desidratação.

Vale destacar que geralmente essas doenças são transmitidas pelo contato entre animais infectados ou em locais de grande aglomerações deles. Por isso, o método mais eficaz para manter o seu bichinho livre dessas doenças é vacinação e existe vacina para prevenir cada uma delas.

Nos animais mais idosos existe uma piora nessa época do frio, principalmente aqueles que sofrem de problemas na coluna, artroses ou hérnia de disco. Normalmente eles tendem a ficar mais contraídos por conta do frio e isso vai provocar mais dores. Por isso, a indicação da veterinária é de levar o animal para se exercitar e caminhar um pouco no horário que aparecer um pouco de sol, como forma de evitar as dores osteomusculares.

HORA DE DORMIR

Se o seu pet dorme fora de casa, no quintal ou na garagem por exemplo, o ideal é usar casinhas de madeira ou de plástico sempre colocado a entrada contra a corrente de ar maior. Mas se ele dorme dentro de casa, é sempre bom ter umas caminhas quentes, usar um colchonete, edredom ou emborrachado para que ele não tenha contato direto com o frio do piso.

ROUPAS

O uso de roupinhas e sapatinhos nos animais é algo bastante controverso, mas a veterinária tranquiliza: “o uso de roupas é recomendado sim! Principalmente nesse animais mais idosos, com pelagem curta e com menos peso. Elas são muito boas para aquecer o corpo, a não ser que o animal não se adapte ou tenha alguma sensibilidade, uma alergia ou coceira”, orienta.

ALIMENTAÇÃO

Garantir uma alimentação saudável também é bastante muito importante durante a estação. “É indicado um aumento de cerca de 10% na quantidade de comida, porque é uma época do ano em que o gasto energético é maior. Eles precisam ter um metabolismo melhor para acumular calor no corpo. Mas esse aumento não é indicado para animais que já são obesos e tem uma tendência a ganhar peso”, esclarece Mônica.

BANHO

“Para os banhos é indicado diminuir a frequência deles, porque quando você dar banho no animal, acaba diminuindo também a resistência e a camada de gordura que ele tem para proteger a pele. Se resolveu dar banho no animal, que seja nos horários mais quentes, entre 11 da manhã e três da tarde, usando a toalha e o secador para tirar o excesso de água”, dá a dica a veterinária.

Pet saudável, aquecido e bem alimentado consegue regular melhor a sua temperatura interna e passar pelo inverno sem maiores problemas. Mas se você percebeu algum daqueles sintomas que citamos anteriormente no seu melhor amigo, procure imediatamente um médico veterinário, combinado?

ASSINE NOSSO BOLETIM

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da revista

Matriz Ourinhos: (14) 3322-2465
Filial Vitória da Conquista: (77) 3422-4233

Matriz: contato@grpmais.com.br
Redação: redacao@grpmais.com.br

Matriz:
Rua Benjamin Constant, 499 
Vila Moraes - Ourinhos/SP
CEP: 19.900-041
 
Filial: 
Avenida Expedicionários, 753, Sala 1 
Cond. Vilarejo | Bairro Recreio - Vitória da Conquista/BA
CEP: 45.020-310

A REVISTA +SAÚDE FAZ PARTE DO GRUPO GRPMAIS
Revista +Saúde © Todos os direitos reservados

+SAÚDE na web:

Mudar minha localização