Cera de Ouvido

Os Cuidados na hora de remover a cera de ouvido

A aparentemente nojenta, a cera do ouvido tem uma função muito importante para o nosso organismo e não deve ser desprezada. Em condições normais ela só protege o ouvido, porém em determinados casos, a cera ou conhecida tambem como cerume, pode se acumular causando surdez.

Essa substancia recobre a pele do canal e atua como repelente da água que pode, muitas vezes, conter microorganismos ou detritos nocivos. Outra função de proteção é através da retenção de poeira e partículas de areia, impedindo que esses elementos provoquem danos ao tímpanos. Existem casos raros de pouca produção ou ausência de cera o que resulta em uma pele seca com aparecimento de coceira e descamação.

A cera é formada na parte externa do ouvido, contudo pode ir parar em cima da membrana timpânica após ela ter sido empurrada para o fundo do canal com cotonetes, grampos ou palitos. Por isso o fato de limpar o ouvido não deve ser tratado com desdem pois a pele do canal e do timpano é muito frágil e fina, sendo assim fácil de ser lesada.

O ouvido tambem passa por um processo de auto limpeza, quando essa cera seca e se desprende do canal, podendo ser removida facilmente. Em algumas pessoas essa cera pode se acumular formando um verdadeiro tampão, ocasionando assim a surdez. Isto só ocorre quando os condutos auditivos mais estreitos e tortuosos ou nas alterações da pele de revestimento.

Nestes casos a cera deve ser removida por um médico, através de lavagens, aspirações ou com instrumentos especiais. Primeiramente deve ser usado uma substancia especial para amolecer, soltar a cera antes das manobras de remoção. Remoções com lavagens não devem ser feitas se houver perfuração no tímpano; a entrada de água de lavagem através de uma perfuração timpânica irá provocar uma infecção, a otite média. Por isso um médico deve ser consultado para se certificar das condições da cera, do canal e da membrana timpânica antes de remover.

Um método caseiro pode ajudar a retirar a cera de ouvido: aplique duas gotas de óleo mineral ou glicerina com um conta gotas por 3 dias e ponha um pedacinho de algoodão para tapar.

Depois desses três dias faça o seguinte procedimento: encha uma bacia com água,segure a parte superior da orelha puxando-a para cima, jogue um pequeno jato de água morna dentro do ouvido com auxílio de uma seringa (sem agulha),vire a cabeça de lado e deixe a água suja cair para dentro da bacia e posteriormente seque a orelha com uma toalha e os ouvidos com um cotonete infantil ou com um secador de cabelo.

 

ASSINE NOSSO BOLETIM

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da revista

Matriz (14) 3322-2465

Matriz: contato@grpmais.com.br
Redação: redacao@grpmais.com.br

Matriz:
Rua Benjamin Constant, 499 
Vila Moraes - Ourinhos/SP
CEP: 19.900-041
 
Filial: 
Avenida Expedicionários, 753, Sala 1 
Cond. Vilarejo | Bairro Recreio - Vitória da Conquista/BA
CEP: 45.020-310

A REVISTA +SAÚDE FAZ PARTE DO GRUPO GRPMAIS
Revista +Saúde © Todos os direitos reservados

+SAÚDE na web:

Mudar minha localização