Abaixa o som!

Estudos informam dado alarmante sobre a audição dos jovens

 

Um estudo publicado pela OMS alarma que 1 bilhão de jovens com idade entre 12 e 35 anos podem perder a audição se continuarem expostos a volumes muito altos. Tudo isso porque a rotina desses indivíduos está de alguma forma ligada à música, poluição sonora e games. O uso o fone de ouvido de inserção é um dos maiores responsáveis – além do compartilhamento dele com outras pessoas, pois pode disseminar infecções.

 

O médico especialista em otorrinolaringologia, Rodrigo Pêgo, explica “(os fones) precisam ser limpos com gaze umedecida em álcool. Isso deve ser feito especialmente se a pessoa emprestar para outra pessoa. Além disso, é importante ter uma caixa para guardá-lo, em vez de jogá-lo dentro da bolsa ou deixá-lo exposto à poeira, pois pode provocar alergia e coceira no canal auditivo”.

 

As casas noturnas costumam ultrapassar os limites de 85 decibéis toleráveis à audição humana, chegando a mais de 100 decibéis, um número que só pode ser tolerado – sem causar danos – por no máximo uma hora! Isso é um dos fatores que explicam o porquê de os jovens estarem com uma perda auditiva cada vez mais gradual.

 

Para uma situação mais rotineira, o especialista indica o uso de fones de ouvido em formato de concha, aqueles dos anos 80, pois eles isolam o som externo, facilitam a captação do volume e o distribuem por toda a orelha, ao contrário dos fones internos que atingem diretamente o canal auditivo sem barreiras.

 

O médico também ressalta que nem sempre a música, TV e games são os vilões, quem trabalha em locais onde o ruído sonoro é alto, como em grandes obras, deve se proteger usando um protetor auricular, um item indispensável para a segurança no trabalho – os funcionários devem exigir o item aos seus superiores, pois é considerado obrigatório pelas autoridades.

 

Você não precisa parar de ouvir suas músicas favoritas, nem de jogar jogos no computador ou deixar de ir às casas noturnas, basta ficar atento as dicas que o especialista Rodrigo Pêgo ressaltou e cuidar da sua saúde auditiva, “é mais válido ouvir sua música preferida num volume tolerável para a sua saúde auditiva do que depois precisar usar um aparelho para ter que ouvir qualquer som”, já que a audição depois de perdida, não tem volta sem aparelhos.

 

ASSINE NOSSO BOLETIM

Cadastre-se e fique por dentro das novidades da revista

Matriz (14) 3322-2465

Matriz: contato@grpmais.com.br
Redação: redacao@grpmais.com.br

Matriz:
Rua Benjamin Constant, 499 
Vila Moraes - Ourinhos/SP
CEP: 19.900-041
 
Filial: 
Avenida Expedicionários, 753, Sala 1 
Cond. Vilarejo | Bairro Recreio - Vitória da Conquista/BA
CEP: 45.020-310

A REVISTA +SAÚDE FAZ PARTE DO GRUPO GRPMAIS
Revista +Saúde © Todos os direitos reservados

+SAÚDE na web:

Mudar minha localização